Política

Verba para prefeituras e reajuste do funcionalismo não tem relação com eleições, segundo Cida

Foto: Jaelson Lucas / ANPr

A governadora Cida Borghetti (PP), pré-candidata ao governo do Paraná nas eleições deste ano, foi a segunda sabatinada pela Associação dos Municípios do Paraná (AMP) nesta terça-feira (3). Ela falou sobre um governo municipalista, saúde pública, saneamento básico e investimentos. Na saída do evento, aos jornalistas, Cida comentou com otimismo o reajuste de 1% para os servidores estaduais e afastou relação dos recentes anúncios de investimentos com suas pretensões eleitorais.



Durante a sabatina, a governadora destacou que pretende estabelecer diálogo com empresários para antecipar o recolhimento do ICMS e proporcionar a cota extra aos municípios. Ela também foi questionada sobre saúde e saneamento básico e afirmou que esse sempre foi a prioridades de seus mandatos.

“Saibam vocês que tudo o que for possível, eu farei para melhorar a saúde pública do Paraná. Nesses últimos 90 dias, nós priorizamos a regionalização da saúde. Os prefeitos sabem quantos recursos, convênios e inúmeras ações podemos firmar na área de Secretaria de Saúde. […] O saneamento é saúde pública. Cada real investido em saneamento, economiza-se sete reais em saúde”, declarou a pré-candidata.

Segundo Cida, o foco do governo será a regionalização da Saúde e apresentou projetos que já estão em execução como a instalação de uma extensão do Hospital Erasto Gaertner em Paranaguá para atender pacientes no tratamento de câncer no Litoral.

“[A regionalização] faz com que a população, que efetivamente precisa do atendimento e tratamento, viaje menos em busca de saúde de qualidade. Nós descentralizamos algumas ações inclusive no tratamento do câncer como em Irati e em Paranaguá, onde instalamos um braço do Hospital Erasto Gaertner. Nós estamos avançando para levar para o Noroeste, em Maringá, que vai atender crianças que atualmente precisam se deslocar para Londrina ou Curitiba para o tratamento de câncer. É inadmissível, no século 21, com tanta modernidade, haver falha no sistema de saúde”, frisou Cida.

Após a sabatina, para a imprensa, a governadora foi questionada sobre a liberação de verbas para os municípios e projetos para desenvolvimento das regiões. De acordo com Cida, desde que assumiu o cargo, há cerca de três meses, o governo liberou R$ 4 bilhões aos municípios e tem R$ 8,5 bilhões para destinar a convênios, liberações de obras e de licitações municipais. “Esse governo é municipalista que atende todas as demandas dos municípios e olha de igual maneira para todas, da menor cidade até a capital”, afirma.

Sobre o reajuste de 1% para o funcionalismo público, a governadora vê o número com otimismo. Segundo Cida, ela recebeu, inicialmente, um estudo de técnicos ‘responsáveis e competentes’ que destinava 0% de reajuste aos servidores e agiu para melhorar o índice e o congelamento dos salários. “Eu não fiquei contente, pedi uma revisão para destravar a data-base e nós mandamos 1% para o descongelamento da data-base. Também mandamos uma mensagem para a Assembleia Legislativa para a LDO [Lei de Diretrizes Orçamentárias, lei que estabelece quais serão as metas e prioridades para o ano seguinte] tirando a trava que impossibilitava o aumento real para funcionários públicos em 2019”, finaliza a governadora.

Trajetória política

Cida Borghetti chefiou o Escritório de Representação do Paraná em Brasília no governo de Jaime Lerner, foi eleita deputada estadual por duas vezes entre 2003 e 2010. Depois, assumiu cargo de deputada federal entre 2011 e 2014. Por fim, foi eleita vice-governadora na chapa com Beto Richa (PSDB), assumindo o cargo após a renúncia do tucano que pretende concorrer ao Senado.

Sabatina

Segundo a AMP, o critério para convite foi a posição na pesquisa pré-eleitoral veiculada pela Gazeta do Povo, no dia 9 de abril. Além de Cida, Dr. Rosinha (PT)Osmar Dias (PDT) e Ratinho Júnior (PSD) também devem expor seus planos para os municípios do Estado.

Cada pré-candidato terá cinco minutos para uma fala inicial e na sequência respondem a cinco perguntas da AMP sobre temas da agenda municipalista. Cada resposta poderá ter no máximo quatro minutos. A sabatina se encerra com uma fala final com cinco minutos de duração.

*Paraná Portal-Fernando Garcel e colaboração de Francielly Azevedo – CBN Curitiba

Facebook Comments
Compartilhe: