Esporte

Segundo jornal, Guerrero terá reunião com presidente da Fifa para falar da suspensão

De acordo com o "As", do Peru, atacante viaja para a Suíça neste domingo

Guerrero foi julgado no CAS, na Suiça, no início da semana (Foto: Efe)

Segundo o “As”, do Peru, o atacante Paolo Guerrero terá uma reunião neste domingo com o presidente da Fifa, Gianni Infantino, para falar sobre a suspensão por doping. Também estará neste encontro o presidente da Federação Peruana de Futebol (FPF), Edwin Oviedo. De acordo com o jornal, Guerrero viaja neste domingo para Zurique, na Suíça.



Segundo a imprensa peruana, a reunião com Infantino e outros representantes da Fifa será na terça-feira. A Fifa não tem poder para anistiar um caso de doping. Isto é, não pode reverter a decisão do Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), de suspendê-lo por 14 meses.

Paolo Guerrero foi suspenso por 14 meses pelo TAS após ser flagrado no exame anti-doping pela presença da substância benzoilecgonina, um metabólito da cocaína e da folha de coca. A defesa do jogador alega que, por um erro do hotel, o jogador consumiu chá de coca acidentalmente.

O contrato de Guerrero com o Flamengo foi suspenso nesta sexta-feira. O clube decidiu interromper pela segunda vez os pagamentos ao atacante. O vínculo entre as partes vai até o dia 10 de agosto.

Jornal mais tradicional dos Estados Unidos e um dos mais famosos do mundo, o “The New York Times” mesmo sem ter grande foco sobre o esporte, principalmente o futebol, também repercutiu todo o imbróglio envolvendo o atacante peruano. Na última sexta-feira, o periódico estampou a manchete: “Paolo Guerrero, do Peru, promete lutar contra proibição por doping: ‘Isso é sobre a minha honra'”.

Em entrevista por telefone ao jornal norte-americano, Guerrero reafirmou sua inocência e prometeu lutar até o fim para jogar a Copa do Mundo e combater ao que chamou de “injustiça”.

– Eu sou um lutador. Sempre lutei quando a estrada foi difícil. Não é fácil se tornar um jogador de futebol profissional. Eu lutei para me tornar um. Continuarei lutando, continuarei demonstrando minha inocência, farei tudo que estiver ao meu alcance para jogar a Copa do Mundo. Eu não vou abaixar a cabeça cair e só ir deitar na cama.

O jornal informa ainda que a “FIFPro”, um sindicato global dos jogadores, uniu-se à batalha para derrubar a suspensão de Guerrero, pedindo que as autoridades de doping reconsiderem as regulamentações para casos como do peruano, quando se comprova o consumo acidental.

* Globoesporte.com, Lima, Peru

Facebook Comments
Compartilhe: