Esporte

Rogério Micale dispara contra torcida única nos estádios: “Não vejo com bons olhos”

Treinador do Paraná acredita que mudança será prejudicial para o espetáculo

Rogério Micale disse ser contra a torcida única nos estádios (Felipe Dalke/Banda B)

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) propôs, através de um projeto-piloto, que jogos de futebol no estado passem a ter a presença apenas da torcida mandante. A proposta foi feita aos clubes da capital e será testada pelo Atlético, enquanto Coritiba e Paraná ainda não se manifestaram. A possibilidade, no entanto, não agradou o técnico Rogério Micale, que criticou a medida após ter sido questionado em entrevista coletiva se seria a favor ou não de torcida única nos estádios.



“Eu não vejo com bons olhos. Eu acho que estamos vivendo em mundo cada vez mais de isolamento, por falta de condições de segurança. Existe um debate que vem sendo feito, em um grupo dos treinadores que eu participo, e estamos preocupados com o que está acontecendo. Não sabemos a que ponto vai chegar, se vai ser preciso acontecer uma tragédia para haver mobilização. Só depois que acontece que você vai correr atrás. Estamos vendo uma crescente na violência com as pessoas que fazem parte do meio muito grande. Idas em aeroporto, agressões, como se o cidadão que trabalha no futebol não fosse como outro qualquer. Já aconteceu comigo e não sei onde isso vai parar”, afirmou Micale em coletiva à imprensa..

“Eu acho que o espetáculo fica muito vazio. O estado tinha que nos dar a segurança de poder manter o espetáculo como era antes. Um clássico é uma coisa linda ver as torcidas dos dois lados. Já que a gente não tem uma educação para saber se comportar em um evento desse porte, eu acho que o estado deveria dar essa segurança, ao invés de inibir cada vez mais a ida de uma pessoa que quer ir ao espetáculo”, acrescentou o comandante.

Rogério Micale defendeu que todos os setores envolvidos no futebol debatam sobre o assunto para avaliar a possibilidade de medidas que solucionem o problema da violência nos estádios. “Precisa que o meio do futebol, a imprensa, os jogadores, comissão técnica, todos sentarem e reavaliarem, pois isso vai ser prejudicial. Está cada vez mais difícil. Estamos afastando as pessoas que gostam de futebol e estamos dificultando cada vez mais um produto que é uma paixão nossa com atitude superficiais como essa. Nós precisamos discutir, pois estamos matando uma coisa que para o nosso povo e nossa cultura é muito importante”, comentou.

O primeiro teste da torcida única nos estádios será na próxima quarta-feira (16), às 21h45, no jogo entre Atlético e Cruzeiro, na Arena da Baixada, válido pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Banda B

 

 

Facebook Comments
Compartilhe: