Geral

Prefeitura promove campanha contra poda drástica de árvores

Profissionais contratados por moradores para fazer as podas só poderão atuar na área urbana se fizerem um cadastro e um treinamento na Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente

Pode drástica é proibida na área urbana de Santo Antônio da Platina (Antônio de Picolli)
Pode drástica é proibida na área urbana de Santo Antônio da Platina (Antônio de Picolli)

A prefeitura de Santo Antônio da Platina está promovendo uma campanha contra a poda drástica de árvores na área urbana. Para coibir esse tipo de ação, a Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente está convocando todos os profissionais que trabalham com poda e corte de árvore para comparecer até o dia 20 deste mês, na sede da Secretaria, que fica no Centro de Eventos, ao lado do estacionamento da Exposição Feira Agropecuária e Empresarial (EFAPI), de Santo Antônio da Platina. O objetivo é cadastrar e treinar as pessoas que trabalham nessa área. O curso e o cadastro são obrigatórios para o exercício da função dentro da cidade.



De acordo com a secretaria, a poda drástica de árvores é uma prática proibida e quem a realiza infringe o artigo 19 da Lei Municipal de Arborização n° 598/2007, o que acarreta multa de uma a 10 URM (Unidade de Referência do Município), por árvore podada de forma irregular.

Ainda de acordo com a secretaria, o inverno é o período onde mais ocorrem as podas drásticas, com a remoção total de suas copas, o que retira da planta as reservas energéticas que ajudariam a mantê-la durante o inverno, uma vez que nesse período ela se apresenta sem folhas e consequentemente,  não realiza a fotossíntese. Sem a copa, ela perde nutrientes, armazena umidade e seu tronco e galhos, que começam a apodrecer e receber o ataque de fungos e insetos. Mesmo se a árvore não morrer com a poda drástica, sua vida útil é reduzida significativamente. “A Arborização Urbana é um bem coletivo e tem como funções melhorar a qualidade de vida no meio urbano promovendo purificação do ar, sombreamento, conforto térmico no verão, sustentação da fauna, em especial, as aves, além de colorir a paisagem durante as floradas e frutificações. As árvores também protegem os seres humanos e edificações de ventos fortes. Subjetivamente, elas perpetuam a noção de respeito à vida em suas mais variadas formas”, diz um trecho da mensagem da campanha.

Facebook Comments
Compartilhe: