Colunista

Petista aloprado, esbórnia jurídica e bacalhau

A repercussão sobre a tentativa de soltura do ex-presidente Lula foi o assunto do domingo ao lado do resgate dos meninos da Tailândia que ficaram ilhados em uma caverna. Para o senador e candidato à Presidência da República, Alvaro Dias, “a decisão de soltura de Lula, que anarquiza o Judiciário e causa indignação e revolta na sociedade, é responsabilidade de um desembargador aloprado que serviu a governos petistas, como o de Tarso Genro e do próprio Lula, além de ele mesmo ter sido filiado ao PT. Que país é esse?”.



Já o senador Roberto Requião, acostumado a sair atirando foi mais comedido. “A discordância com o habeas do juiz Favreto deveria seguir processo legal e não ser objeto de guerrilha judicial contra Lula. Esbórnia jurídica”. Segundo o senador,Sérgio Moro é juiz de 1ª instância, não de execução, está em férias em Portugal,não é parte no processo, nem do MP, portanto, nada tem a ver com a determinação do desembargador federal. Cabe à Sergio Moro, em férias, tomar bom vinho e comer bacalhau”.

Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.
Compartilhe: