Agronegócio

Ortigara assume Secretaria da Agricultura, que deve passar por reestruturação

Foto: Rodrigo Félix Leal

O governador do Paraná, Ratinho Júnior, e o vice-governador, Darci Piana, participaram, nesta quinta-feira (3), da transmissão do cargo de secretário da Agricultura e Abastecimento do Paraná, o economista Norberto Anacleto Ortigara.



Ortigara toma possa em substituição ao empresário George Hiraiwa, que comandou a pasta nos últimos nove meses.

Durante o evento, o governador e o secretário confirmaram a reestruturação administrativa da pasta, abrangendo as empresas vinculadas, para atender ao compromisso da atual gestão de reduzir a máquina pública. “O objetivo é imprimir agilidade, eficiência e menos burocracia ao sistema de Agricultura”, afirmou o governador.

Ele explicou que a ideia é modernizar as empresas sob uma única gestão, conforme modelo que está sendo estudado pela Fundação Dom Cabral.

Na área da agricultura deve haver, ainda, a fusão das empresas vinculadas de assistência técnica e pesquisa agrícola como Instituto Emater, Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e Centro Paranaense de Referência em Agroecologia, além da Companhia de Desenvolvimento Agropecuário do Paraná (Codapar).

A fusão das vinculadas em uma única empresa não visa a diminuição de servidores. “Não podemos abrir mão desse capital humano que ajudou a construir a agricultura paranaense até agora. Temos planos para atrair investimentos ao setor e para isso precisamos de projetos executivos para atrair os recursos que precisamos”, afirmou o governador.

Ratinho Junior destacou que Norberto Ortigara é servidor de carreira do Governo do Paraná e profundo conhecedor da agricultura paranaense. “Tem perfil inovador e de trabalho para modernizar as autarquias. O objetivo é fazer o Paraná o protagonista na produção de alimentos no País”, enfatizou.

Mudanças

Segundo o secretário Norberto Ortigara, o estudo para fusão das empresas vinculadas vai fortalecer as áreas de assistência técnica e pesquisa e também o trabalho da Codapar. “Uma empresa que tem rigidez competitiva e que precisa ser modernizada para atuar com mais eficiência na adequação de estradas rurais”, disse.

“Nesse processo vamos chegar a uma proposta de consenso, ouvindo a sociedade, os servidores. Os tempos atuais impõem mudanças para um estado eficiente e nesse contexto que estamos estudando essa reforma”, antecipou Ortigara.

Febre aftosa

Ortigara falou também do avanço na questão sanitária que o Paraná pretende neste ano de 2019. Ele lembrou o compromisso assumido com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para a antecipação do processo junto ao Programa Nacional de Erradicação de Febre Aftosa (Pnefa) para obter a declaração de estado livre de febre aftosa sem vacinação.

O secretário afirmou que isso é consequência dos investimentos iniciados em 2011 quando foi criada a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) e que culminou com um longo tempo sem a manifestação clínica da enfermidade. Já foram feitas duas auditorias, que apontaram pequenas conformidades, quase todas trabalhadas e a ideia é fazer a última vacinação em animais jovens em maio de 2019.

“Mas haverá diálogo com setores que acham arriscado antecipar o processo porque nesse entendimento todos sairão ganhando e o Paraná estará forte em todos os mercados mundiais”, enfatizou.

Norberto Ortigara

Norberto Anacleto Ortigara é técnico agrícola e economista, com especialização em Economia Rural e Segurança Alimentar. Foi servidor público da Secretaria da Agricultura e Abastecimento por 40 anos, onde construiu carreira, tendo ocupado as funções de pesquisador gerente, coordenador, analista, diretor do Deral por duas vezes, diretor-geral por duas vezes e secretário de Estado por 7 anos e 3 meses – o mais longevo da História.

Também foi secretário municipal de Abastecimento de Curitiba por cinco anos e por mais de 25 anos especializou-se em relações do Trabalho. É profundo conhecedor das Finanças Públicas do Estado.

Equipe

Na solenidade, Ortigara anunciou a equipe que vai comandar com ele o processo de modernização do Sistema Estadual de Agricultura (Seagri):

  • Diretor-Geral – engenheiro agrônomo Rubens Niederheitmann
  • Chefe de Gabinete – engenheira agrônoma Vera da Rocha Zardo
  • Assessor Técnico do Gabinete – engenheiro agrônomo Paulo Roberto Meira
  • Diretor do Departamento de Economia Rural (Deral) – economista doutorando Salatiel Turra
  • Diretor do Departamento de Desenvolvimento Rural Sustentável – engenheiro agrônomo Richardson de Souza
  • Diretora do Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional – nutricionista Márcia Stolarski
  • Diretor do Departamento de Florestas Plantas – engenheiro agrônomo José Tarciso Fialho
  • Diretor-Presidente do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – engenheiro agrônomo Natalino Avance de Souza
  • Diretor de Pesquisa – engenheiro agrônomo Doutor Rafael Fuentes Llanillo
  • Diretor de Extensão Rural – engenheiro agrônomo Doutor Nelson Harger
  • Diretor de Agroecologia – engenheira agrônoma Solange Maria da Rosa Coelho
  • Diretora de Engenharia Rural – engenheira agrônoma Debora Grimm
  • Diretor Administrativo e Financeiro – engenheiro agrônomo Diniz Doliveira
  • Diretor-Presidente da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná – médico veterinário Otamir Cesar Martins
  • Diretor de Defesa Agropecuária – Engenheiro Agrônomo Manoel Luiz de Azevedo
  • Diretor Administrativo – Administrador de Empresas Adalberto Luiz Valliati
  • Diretor-Presidente das Centrais de Abastecimento do Paraná (Ceasa) – engenheiro agrônomo Richard Golba
  • Diretor Técnico – Eder Bublitz
  • Diretor Agrocomercial – Paulo Danova
  • Diretor de Administração e Finanças – João Luiz Buso
Facebook Comments
Compartilhe: