Opinião

No Paraná, a surpresa não foi a vitória de Ratinho Junior, mas o fim político de Richa e Requião e ascensão do professor Oriovisto Guimarães

Cida disse que continuará trabalhando pelo Paraná e Oriovisto, emocionado, agradeceu aos paranaenses



Urnas abertas, contagem dos votos, resultado final. O Paraná chega ao final de mais uma eleição para governador, senador, deputados estaduais e federais. Em nível nacional teremos segundo turno para a Presidência da República, a ser disputado entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). Ratinho Junior, do PSD, é o novo governador do Estado – eleito com mais de 60% dos votos) e assumirá o Palácio do Iguaçu em primeiro de janeiro de 2019. Cida Borghetti (PP) ficou com 15,47%, João Arruda (MDB), com 13,14% e Dr Rosinha (PT), com 9%.

Foi uma eleição ruidosa, com ataques de ambos os lados, e a surpresa ficou por conta de dois tradicionais políticos paranaenses: Roberto Requião (MDB), ex-governador e ex-senador, que ficou de fora, o mesmo acontecendo com o ex-governador Beto Richa (PSDB) que teve uma votação pífia, ficando entre os últimos entre os candidatos ao Senado Federal. Foram eleitos senadores o empresário e professor Oriovisto Guimarães (Podemos), com 29,9% dos votos e Flávio Arns, com 23,78%.

Roberto Requião acusou o golpe e, em seu twitter, disse que, nos últimos dias, foi vítima de agressões e mentiras nas redes sociais. Requião que ironizou as pesquisas, mesmo estando à frente dela pouco antes da realização do peito, havia dito: “se eu quiser comprar um peixe, vou na peixaria. Se quiser comprar uma pesquisa, vou no Ibope”. Esta frase o traiu. No Ibope, há menos de 10 dias, o senador estava com 39% nas intenções de votos e terminou com 13,94%. Richa registrou apenas 3,56%.

Apesar de Ratinho Junior ter vencido as eleições, o candidato João Arruda também surpreendeu nas urnas. Ele entrou na campanha há 30 dias, saindo de 5%, chegando a 14%. Se o pleito demorasse mais uma semana, possivelmente ultrapassaria a candidata e governadora, Cida Borghetti que também foi vítima de sua ligação e coligação com o ex-governador Beto Richa, o maior perdedor desta eleição e que colocou seu legado político em xeque, já que também terá que responder a processos na justiça sem foro privilegiado.

Em entrevista, no TER, o candidato eleito, Ratinho Junior, disse que vai governar pelo Paraná e para os paranaenses. Quer o fortalecimento da bancada federal na Câmara e no Senado para, juntos, conseguir recursos ao Paraná, o que não foi feito nos últimos anos, devido a confronto de ideias entre senadores, no caso Requião e Gleisi Hoffmann – eleita deputada federal. Agradeceu aos eleitores e principalmente a imprensa e prometeu que não decepcionará os paranaenses.

Pedro Ribeiro

Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.
Facebook Comments
Compartilhe: