Opinião

Marketing de Richa corre atrás do estrago para manter candidato em pé

A equipe de marketing do ex-governador, Beto Richa, liderada pelo seu ex-secretário de comunicação, Marcelo Catani, tratou de correr atrás do prejuízo logo após a prisão do candidato ao Senado e de membros de seu grupo político. Colocou no ar um texto onde Richa e sua família lamentam o ocorrido, mas que confiam na justiça e que estão preparados para enfrentar este e outros desafios.



Em entrevista na RPC, a governadora Cida Borghetti ficou em uma baita saia justa quando os entrevistadores lhe perguntaram se manteria Richa como aliado na campanha. Preparada para esta ou qualquer outra pergunta relacionada à prisão, a candidata à reeleição reafirmou que não compactua com atos ilícitos e que o partido e as coligações estão analisando o fato.

Há algo estranho ou esquisito. Como o marketing de Beto Richa é o mesmo de Cida Borghetti, poderá haver conflitos de ideias e posições.

Logo atrás de Beto Richa vêm os candidatos Flavio Arns, Oriovisto Guimarães e Newton Fredrich.

Pedro Ribeiro

Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.
Facebook Comments
Compartilhe: