Política

Joesley Batista e vice-governador de Minas Gerais são presos na Operação Capitu

Foto: Edilson Rodrigues / Agência Senado

O empresário Joesley Batista, da JBS, e o vice-governador de Minas Gerais, Antonio Andrade (MDB), foram presos nesta manhã (9) na Operação Capitu, desdobramento da Operação Lava Jato, que cumpre mandados em cinco estados (Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba e Mato Grosso) e no Distrito Federal.



Também são alvos da operação o deputado João Magalhães (MDB-MG) e o empresário Ricardo Saud, ex-diretor da J&S. Ele está no exterior.

Segundo as investigações, empresários da JBS teriam realizado pagamento de propina a políticos e funcionários do Mapa em troca de medidas que beneficiassem o grupo. Entre os atos de ofício praticados pelos servidores do Mapa em benefício da JBS estavam atos normativos determinando a regulamentação da exportação de despojos; a proibição do uso da ivermectina de longa duração e a federalização das inspeções de frigoríficos.

A operação é baseada na delação de Lúcio Bolonha Funaro.

Os envolvidos devem ser indiciados pelos crimes de constituição e participação em organização criminosa, obstrução de justiça, corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro, dentre outros.

*Mariana Ohde-Paraná Portal

Facebook Comments
Compartilhe: