Política

Internado desde dia 30, Fabrício Queiroz deixa o Hospital Albert Einstein

Ex-assessor de Flávio Bolsonaro, que alegou motivos de saúde para ter faltado a dois depoimentos

Fabrício Queiroz diz que um câncer no intestino o impediu de depor no MP. REPRODUÇÃO

O ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e policial militar Fabrício Queiroz recebeu alta do Hospital Albert Einstein nesta terça-feira, 8, às 12h20, informou a assessoria do hospital. O ex-assessor, que alegou motivos de saúde para ter faltado a dois depoimentos para explicar movimentações atípicas identificadas em relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), estava internado desde o último dia 30.



A assessoria não detalhou seu estado de saúde. Mas, na entrevista que concedeu ao SBT no fim do ano passado, Queiroz disse ter recebido o diagnóstico de um tumor supostamente maligno. Nesta terça-feira, a defesa das filhas e a mulher do policial militar comunicaram que não comparecerão ao depoimento previsto para ocorrer no Ministério Público do Rio Janeiro, marcado para hoje, para acompanhar o pós-operatório e o início do tratamento de quimioterapia de Queiroz.

De acordo com o relatório do Coaf, revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo, o então assessor movimentou R$ 1,2 milhão entre janeiro de 2016 e o mesmo mês de 2017. Da mesma conta, saíram R$ 24 mil depositados em uma conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

Estadão Conteúdo

Facebook Comments
Compartilhe: