Acidente

Homem de 38 anos morre após ser picado por escorpião

Irineu Inocêncio chegou a ser transferido para a UTI de Jacarezinho, mas não resistiu

Irineu Inocêncio foi picado por um animal da espécie Tityus serrulatus (Escorpião-amarelo) – Foto: Antônio de Picolli/Arquivo

Um homem de 38 anos morreu nesta quinta-feira (4), em Wenceslau Braz, após ser picado por um escorpião no bairro Olho D’água. Irineu Inocêncio foi encaminhado ao Pronto Socorro Municipal e em seguida transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Misericórdia de Jacarezinho, mas não resistiu.



De acordo com a imprensa local, a transferência do paciente para a UTI se deu em razão de não haver soro contra escorpiões disponível na unidade hospitalar municipal. O antidoto é fornecido pela 19ª Regional de Saúde de Jacarezinho, distante cerca de 100 km de Wenceslau Braz.

Irineu Inocêncio chegou a ser transferido para UTI de Jacarezinho, mas não resistiu (Arquivo pessoal)

Ainda conforme a imprensa local, o Hospital São Sebastião oferece toda estrutura necessária para o armazenamento de soro conta animais peçonhentos. No entanto, os antídotos são disponibilizados somente através das Regionais de Saúde por determinação da Secretaria de Saúde do Estado.

Escorpião-amarelo

O escorpião que provocou a fatalidade em Wenceslau Braz é o da espécie Tityus serrulatus (Escorpião-amarelo) com características hermafroditas, o que facilita a reprodução. O veneno deste animal pode provocar acidentes graves e até a morte, como no caso do morador Irineu Inocêncio, principalmente de idosos e crianças.

Orientações

A picada de escorpião, na maioria das vezes, causa poucos sintomas, como vermelhidão, inchaço e dor no local do ferimento, entretanto, alguns casos podem ser mais graves, causando sintomas generalizados, como enjoo, vômitos, dor de cabeça, espasmos musculares e queda da pressão, havendo, até, risco de morte, como no caso em questão.

Em caso de picada de escorpião, os primeiros socorros são: Lavar o local afetado com água e sabão; Manter a região do ferimento voltada para cima; Não cortar, furar ou apertar o local da picada; Beber bastante água; Ir o mais rápido possível a um Pronto Socorro ou ligar para o SAMU 192.

Facebook Comments
Compartilhe: