Cidades

Ficafé abriu espaço para novas culturas

Feira oportunizou que pequenas empresas apresentassem seus produtos e trouxe palestras e oficinas sobre

(Divulgação)

A avicultura e a fruticultura foram temas de palestras e oficinas durante a 11ª edição da Feira Internacional de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná (Ficafé). Os organizadores do evento apresentaram aos cafeicultores informações sobre as duas culturas para incentivá-los a agregar outras atividades, além do café, e incrementar a renda nas propriedades. Neste ano, a feira, que ocorreu entre os dias 3 a 5 de outubro, no Centro de Eventos de Jacarezinho, também abriu espaço para que pequenas indústrias de alimentos e bebidas da região apresentassem seus produtos aos visitantes.



O consultor do Sebrae/PR, Odemir Capello, diz que a Ficafé cumpre um importante papel de dar visibilidade ao norte pioneiro, aos cafés especiais e com indicação geográfica (IG). Porém, ele ressalta que o território vive um novo momento, que é o de explorar o potencial do setor de alimentos e bebidas com foco no desenvolvimento. Segundo ele, mais de 500 indústrias desse setor estão instaladas na região, porém, ainda não há um trabalho estruturado para atendê-las, como foi feito com o café. “A Ficafé pode continuar trazendo novidades e conhecimentos sobre os cafés especiais, mas também oportunizar a participação das indústrias de alimentos e bebidas dentro dessa nova proposta de desenvolvimento do norte pioneiro”, avalia.

A Emater levou aos visitantes informações sobre a fruticultura. O gerente regional da Emater em Santo Antônio da Platina, Mauricio Castro Alves, explica que existem, no norte pioneiro, seis espécies prioritárias: banana, abacaxi, maracujá, morango, uva e goiaba. “Como a feira é voltada ao café, neste ano, nós direcionamos as oficinas para a produção de abacaxi e maracujá, porque são espécies mais rústicas, adaptáveis a pequenas propriedades e se encaixam na proposta de diversificação”, afirma. Segundo Alves, a demanda maior dos produtores com o café é durante a colheita, realizada no período de junho a setembro.  Já a necessidade de mão de obra para as frutas é no verão. “Por isso, é possível conciliar com o café e diversificar as fontes de renda na propriedade”, completa.

Na avaliação de Alves, a busca pela diversificação na produção é tendência. No norte pioneiro, o foco do trabalho do comitê territorial tem sido o desenvolvimento das indústrias de alimentos e bebidas, por isso, a Emater tem concentrado esforços no incentivo à fruticultura. “Tivemos um seminário durante a Ficafé e trouxemos experiências de três agroindústrias da região para mostrar que ter fruta como opção de venda é uma boa alternativa. Pequenos agricultores começaram com a venda de sucos e agora estão no mercado”, conta. Ele diz que a agroindústria familiar tem crescido na região. “No mercado de frutas precisamos quebrar alguns paradigmas, como o de que é preciso produzir para vender tudo em Curitiba. A região tem direito de comer fruto fresco, existe demanda local para sucos, polpas, produtos de qualidade. É um mercado grande, que exploramos pouco”, analisa.

O sócio-proprietário de uma empresa de materiais elétricos, hidráulicos e avícolas de Jacarezinho, Carlos Fernando Ricardo, apresentou aos visitantes, durante a Ficafé, um gerador de energia fotovoltaica, que promete uma economia de até 95%, além de uma linha de equipamentos avícolas, para granja. “Entregamos o galpão pronto e equipado, funcionando para a produção”, conta. Também levou equipamentos elétricos, dentre eles ferramentas para facilitar o trabalho do agricultor, soluções para o tratamento de água e geradores de energia para propriedades de pequeno porte. São tecnologias que, segundo Ricardo, ajudam a promover economia, produtividade e melhorar o dia a dia de trabalho no campo.

Ficafé 2018

A Ficafé 2018 é uma realização do Sebrae/PR, Acenpp, Cocenpp, Indicação de Procedência do Norte Pioneiro do Paraná, com apoio da Prefeitura Municipal de Jacarezinho, Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Governo do Paraná, Secretaria de Estado de Agricultura e Abastecimento (Seab), Instituto Federal do Paraná (IFPR) campus Jacarezinho, Sistema Faep (Senar, Faep e Sindicato Rural), Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Associação dos Engenheiros e Agrônomos do Norte Pioneiro (AEANP), Probat, Vonder, Syngenta, Emater,  Universidade Estadual do Norte do Paraná (Uenp), Cocamar, Fecomércio PR, Sesc, Senac, Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Paraná (CREA-PR), BUNN, Associação dos Municípios Norte Pioneiro (Amunorpi), nucoffee, Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), Yara, Astoria, KO, California, Capricórnio, Condesa Co-Lab. Para conferir a programação completa, acesse www.ficafe.com.br.

Facebook Comments
Compartilhe: