Política

Em sabatina, Ratinho Junior defende privatização de empresas no Paraná

Foto: Andreza Rossini

Durante sabatina realizada pelo centro universitário UniCuritiba, na manhã desta terça-feira (15), em Curitiba, o deputado e pré-candidato ao governo do estado Ratinho Junior (PSD) defendeu a privatização de empresas.



Caso seja eleito, Ratinho afirmou que caso eleito seu governo terá quatro prioridades. “Saúde, educação, segurança e infraestrutura. É nisso que o estado precisa que investir, no restante a iniciativa privada pode tocar”. “Quem disse que o poder privado não pode participar do poder público?”, argumentou.

‘Por que o Paraná precisa ter uma empresa de gás?”, questionou referindo-se a Compagás. “Uma empresa com altos cargos, com conselheiros ganhando entre 40 e 50 mil no mês. Estou dando um exemplo, mas acredito que temos que vender a Compagás e investir nas áreas onde é mais importante o poder público investir”, disse.

Em relação aos pedágios, o pré-candidato defendeu uma licitação internacional. “Quando você faz uma concessão internacional inibe a possibilidade de conchavos [corrupção]. No mundo tem muitos países com dinheiro para investir em infraestrutura”.

Entre as propostas de Ratinho está reduzir de 28 para 15 secretarias no governo e investir em Infraestrutura.

Ratinho Júnior disputou e perdeu as eleições para a Prefeitura de Curitiba, em 2012.

“Não podemos fazer dinheiro”

Questionado sobre os reajustes salariais dos servidores do estado, o pré-candidato reconheceu que é necessário a valorização dos profissionais mas não prometeu altas salariais. “Sobre o 29 de abril, aquilo tem que ser condenado, ninguém que é cidadão de bem quer que aconteça qualquer tipo de violência. É necessário fazer a valorização dos professores, inclusive salarial, mas estamos num país sub desenvolvido, não podemos fazer dinheiro. Precisamos fazer um planejamento e negociação com os sindicatos para os próximos quatro anos para que não haja pausa e greves no início de cada ano”, disse.

Intercâmbio

Entre os investimentos da educação, o pré-candidato afirmou que pretende melhorar os estudos de línguas estrangeiras, como espanhol e inglês nas escolas públicas. “Através do projeto “Estado Bilíngue um aluno de cada escola pública será encaminhado a um projeto de intercâmbio para melhorar sua fluência e voltar melhor preparado para o mercado”.

Segurança Pública

Ratinho afirmou que pretende criar a “cidade da polícia”, para integrar as polícias militar, civil, federal e o Exercito Brasileiro. “Hoje o grande problema é que elas não conversam ou conversam pouco. Será um departamento para integração da polícia investigativa com a ostensiva. Nós temos um programa chamado “olho vivo”, para integrar tecnologia com o trabalho da polícia”, argumentou.

Porto de Pontal do Sul 

Ratinho Junior defendeu a implantação do Porto de Pontal do Sul, no litoral do Paraná. “É um desenvolvimento econômico. Não podemos deixar envolver a paixão nem dos empresários e nem dos ambientalistas. Precisamos pensar em uma forma de executar esse serviço que é importante para a economia sem grande destruição do meio ambiente”, disse.

A previsão é de que a construção comece ainda neste ano. O local das obras é uma das áreas Mata Atlântica mais bem preservadas.

“O porto vai ter um calado muito maior e vai poder receber navios que não chegam no Porto de Paraná, como os navios chineses”, como chamamos.

Paraná Portal

 

Compartilhe: