Geral

Delegado Tristão de Carvalho fala sobre gestão frente à 38ª DRP

Novo titular da unidade policial já está na cidade, mas deve ser oficialmente apresentado somente na quarta-feira (15)

Delegados Tristão de Carvalho (e) e Rafael Guimarães (Antônio de Picolli)

O delegado Tristão Antônio Borborema de Carvalho, que até maio deste ano comandou a 38ª Delegacia Regional de Polícia de Santo Antônio da Platina, falou nesta sexta-feira (10) à Tribuna do Vale e ao Tanosite sobre os desafios que enfrentou no período de pouco mais de cinco anos em que esteve à frente da unidade policial. Ele recebeu a equipe de reportagem na 38ª DRP, onde informalmente apresentou o novo titular, Rafael Pereira Gabardo Guimarães, 37, que deve assumir definitivamente a função na próxima quarta-feira (15) em solenidade na Câmara de Vereadores.



Tristão de Carvalho disse que existe um enfrentamento diário com muitas dificuldades para quem se dispõe à função de delegado de polícia. No caso dele frente à 38ª DRP, as primeiras dificuldades surgiram na questão estrutural. “Nós estamos ladeados com uma cadeia pública superlotada. Apesar da gestão da unidade carcerária não ser do delegado de polícia, e sim do Depen (Departamento Penitenciário), eles não dispõem de recursos humanos para dar guarida às ações dos agentes de cadeia que lá trabalham. Então somos obrigados a deixar um investigador em desvio de função para realizar essa vigilância externa 24 horas, de modo que é subtraído do delegado de polícia um contingente de investigadores suficiente para realizar a nossa função profissional, que é a investigação criminal. Para mim esta é a maior dificuldade da Polícia Civil”, pondera.

No mais, segundo o delegado, toda crise se resolve com criatividade. “Sendo assim, os nossos investigadores de polícia e escrivães, sabedores dessa hipossuficiência de recursos humanos para frente à enorme demanda da criminalidade se esforçam de maneira descomunal para compensar com habilidade, boa vontade e dedicação toda essa carência de servidores que seriam necessários para esse enfrentamento”, sublinha Tristão de Carvalho.

Reformas

O delegado também falou sobre as reformas que fez na delegacia, em especial a que diz respeito ao atendimento público. “Quando eu cheguei aqui a Delegacia não tinha sequer uma fachada. Lembro-me que as pessoas diziam: ‘fica ao lado do Detran’. Reformamos a unidade por duas oportunidades, instalamos uma fachada com totem luminoso e separamos o ambiente prisional do ambiente da Delegacia, de modo que hoje há uma entrada específica para que os agentes de cadeia possam desenvolver suas atividades separadas do ambiente da Delegacia de Polícia”, explica.

Ações conjuntas

Outro fator destacado pelo delegado Tristão de Carvalho foi “o trabalho alinhado e afinado com a Polícia Militar”, principalmente, segundo ele, na parte operacional. “É claro que as funções são distintas. A PM realiza o serviço de patrulhamento ostensivo de prevenção da criminalidade tão presentes nas ruas, é o primeiro enfrentamento, mas os delitos que não são possíveis evitar por diversos fatores acabam desencadeando o trabalho investigativo da Polícia Civil para que se chegue aos autores. E o clímax no trabalho da Polícia Civil são os cumprimentos de mandados de prisão e de busca e apreensão, medidas essas de caráter mais invasivos. Contudo, temos a plena convicção de que por mais que façamos grandes operações elas estão muito aquém das reais necessidades da comunidade”.

Por fim, Tristão de Carvalho salienta que é preciso mais investimentos no setor de segurança pública, mas principalmente em políticas públicas voltadas à população mais carente para que esses problemas sociais não se tornem um problema policial.

Novo chefe

O novo titular da 38ª DRP disse que pretende manter os bons resultados do delegado Tristão de Carvalho, mas que para isso é preciso desenvolver politicas de integração no município. “É preciso desenvolver um trabalho integrado entre a Polícia Civil, Polícia Militar, Ministério Público, Poder Judiciário e a imprensa para promover a paz à sociedade, e é desta forma que faremos”, sublinhou Rafael Guimarães.

Facebook Comments
Compartilhe: