Policial

Coronel da reserva executado com 14 tiros

(Foto: Divulgação)

Na tarde desta segunda-feira (29), o Coronel Valdir Copetti Neves foi encontrado morto em uma estrada no distrito de Itaiacoca, próximo à propriedade onde morava, em Ponta Grossa. Uma denúncia anônima fez com que a Polícia Militar encontrasse o corpo do Coronel, a vítima foi encontrada no interior de um BMW e teria recebido seis tiros de calibre 12 e mais oito de .40, todos na região da cabeça.



O corpo foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML) de Ponta Grossa. Peritos trabalham para tentar encontrar alguma pista que leve a autoria do crime.
De acordo com informações levantadas no local do crime, a execução teria acontecido perto das 13h30. O caseiro da propriedade afirmou que Copetti Neves iria para Ponta Grossa, mas que não chegou ao destino.

Condenações

Em 2004, Copetti Neves foi denunciado por encabeçar uma quadrilha formada por ex—policiais militares que faziam a guarda ilegal de fazendas em Ponta Grossa. A intenção era combater possíveis invasões do Movimento Sem Terra (MST) nas propriedades. Já em 2009, ele foi condenado por formação de quadrilha, constrangimento ilegal e tráfico internacional de arma de fogo e também por fornecer maconha para ser colocada no veículo de um terceiro.

O militar aposentado também foi acusado de integrar uma quadrilha suspeita de milícia na capital – ele planejaria roubos contra comerciantes de Curitiba para depois oferecer um serviço clandestino de segurança.

Com informações Ingrid Pacheco e Daniel Petroski/Rede Massa

Facebook Comments
Compartilhe: