Agronegócio

Com dólar em alta, preço da soja sobe R$ 1 no Brasil

A moeda norte-americana terminou o dia cotada a R$ 3,88, o que garantiu boa movimentação no mercado doméstico mesmo com a Bolsa de Chicago estável

Foto: Pixabay

A soja se valorizou R$ 1 em grande parte do mercado brasileiro, com o dólar cotado a R$ 3,88, informa a Safras & Mercado. Segundo a consultoria, a alta da moeda norte-americana garantiu boa movimentação nesta quinta-feira, dia 7, mesmo com os contratos futuros estáveis na Bolsa de Chicago.



No porto de Rio Grande, por exemplo, a saca subiu de R$ 78 para R$ 79. Já no porto de Paranaguá, a oleaginosa fechou a R$ 79,50, sendo cotada anteriormente a R$ 78,50. Outras praças que registraram acréscimo de R$ 1 foram Rondonópolis (MT), de R$ 68 para R$ 69; Dourados (MS), de R$ 69,50 para R$ 70,50; e Rio Verde (GO), de R$ 69 para R$ 70.

Mercado externo

Os contratos futuros negociados na Bolsa de Chicago fecharam com preços perto da estabilidade. As primeiras posições subiram e os vencimentos mais distantes tiveram leve baixa.

De acordo com a Safras, a perspectiva era de um dia de recuperação, com base em fatores técnicos, mas o fraco desempenho das exportações semanais americanas impediu a recuperação. “A indefinição em torno de um acordo entre Estados Unidos e China contribuiu com a pressão”, informam analistas.

O mercado esperava que os EUA tivessem negociado entre 600 mil e 1,2 milhão de toneladas de soja, mas o relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) indicou apenas R$ 383,4 mil toneladas, somando as entregas das temporadas 2018/2019 e 2019/2020. O maior comprador foi a China, com 146,3 mil toneladas.

A atenção de compradores e vendedores está sobre o relatório de março do USDA. “É esperado que o departamento reduza a estimativa para os estoques americanos na temporada 2018/2019”, adiantam analistas.

Facebook Comments
Compartilhe: