Opinião

Cida quer regionalizar saúde, Arruda vai governar às famílias e Ratinho Junior destaca apoio aos jovens

“Cuidar das pessoas e estar presente na cidade onde elas vivem é meu trabalho e missão. Vamos juntos cuidar do Paraná”, disse Cida nesta quinta-feira (13), durante evento em União da Vitória, na região Sul do Paraná. Regionalizar a saúde para levar o atendimento de qualidade para mais próximo da população é uma das principais propostas da governadora e candidata à reeleição Cida Borghetti.



Além do apoio aos municípios para fortalecer o atendimento na saúde, Cida Borghetti elencou outras propostas para a área. “Nosso plano de governo é muito focado na descentralização da saúde, fazendo com que as pessoas viagem menos em busca de um atendimento especializado”, disse.

Um dos projetos é o programa Corujão, inspirado em uma ação que já acontece na cidade de São Paulo para atender pacientes fora do horário de pico. “Por meio de convênios com hospitais e clínicas que atendem pelo SUS, vamos oferecer consultas, exames e cirurgias especializadas. Com isso, vamos zerar a fila de espera de quem procura por esse tipo de atendimento”, afirmou.

Outra forma de levar o atendimento para mais perto da população, destacou a governadora, será por meio de unidades móveis – carretas transformadas em consultórios médicos que irão rodar o Paraná para chegar a lugares que têm pouco acesso a clínicas e hospitais. Além das consultas de praxe, esses veículos também terão gabinete voltado à saúde mental.

João Arruda

O deputado João Arruda (MDB) reiterou nesta quinta-feira, 13, que é a único candidatura viável que reúne as melhores condições para representar a verdadeira oposição ai atual atual governo. “Sou a única candidatura de oposição viável nessa eleição. Nós vamos governar para as famílias que mais precisam”, disse João Arruda na sabatina realizada pelo jornal Gazeta do Povo.

“O nosso governo será para todos”, reforçou. O candidato criticou a gestão de Beto Richa, que tinha como secretário forte Ratinho Júnior e a vice Cida Borghetti, ambos candidatos nesta eleição.

“Esta gestão sempre demonstrou que era voltada apenas para aqueles que faziam parte dos mesmos grupos políticos”, ressaltou. “O nosso governo vai dar voz a todos. Não haverá distinção de grupos políticos. Ninguém vai deixar de ser atendido por não ter me apoiado na campanha. Isso é coisa do governo que está aí. O nosso governo será para todos”, adiantou.

João Arruda destacou que seu programa de gestão contempla as demandas de todos os paranaenses. “Nós elaboramos um plano de governo construído com pessoas experientes do nosso grupo. Temos um projeto para o Paraná e que contempla as necessidades das famílias, das crianças, das nossas empresas”.

Na entrevista, João Arruda afirmou que vai trazer para o seu governo os bons exemplos da gestão do ex-governador Roberto Requião (MDB), principalmente em relação aos projetos sociais. “Programas de saneamento básico, leite das crianças, ações que realmente atendam a população serão recuperadas no nosso governo”, disse.

“O governo Requião implantou esses programas que são ótimos exemplos. Mas infelizmente isso deixou de acontecer na gestão do Beto Richa, da Cida e do Ratinho”, frisou. Ele também admitiu retomar bons programas iniciados nas gestões de Jaime Lerner e até do “Richa bom”, em referência ao ex-governador José Richa (em memória), pai de Beto Richa, que está preso acusado de chefiar uma organização criminosa dentro do governo.

Questionado sobre sua avaliação do atual governo, João apontou que foi um governo eficiente em corrupção. “A única coisa que eles fizeram com muita eficiência foi roubar. Nisso eles são eficientes”, completou.

Ratinho Junior

Já o candidato Ratinho Junior afirmou aos universitários que acompanharam sabatina da PUC, na qual ele foi entrevistado, na noite de quarta-feira, que pretende trabalhar para fazer com que os jovens não sintam mais vontade de deixar o país. Ele citou uma pesquisa do Jornal Folha de São Paulo, que mostrou que 62% da população entre 16 e 24 anos manifesta o desejo de sair do Brasil. “Precisamos resgatar a esperança, fazer com que as pessoas possam confiar nos seus líderes, que os jovens tenham perspectivas de entrar no mercado de trabalho, de conquistar um bom emprego. Para isso, temos que criar um ambiente favorável ao aprendizado, investir em qualificação e dar uma atenção especial aos filhos de produtores rurais”, declarou.

Pedro Ribeiro

Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.
Facebook Comments
Compartilhe: