Agronegócio

BRDE libera R$ 112 milhões a cooperativas, empresas e produtores rurais

Foto: BRDE

R$ 112, 6 milhões em financiamentos foram liberados pelo Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sil (BRDE) a empresas inovadoras, cooperativas, prestadores de serviços e produtores rurais das regiões Oeste e Sudoeste do Paraná. A ação foi divulgada nesta quarta-feira (6), durante o Show Rural Coopavel 2019, realizado em Cascavel. O evento é um dos grandes destaques do agronegócio paranaense, já que a agroeconomia representa entre 65% e 70% das operações do BRDE no Sul do país.



Presidente do banco, Orlando Pessuti ainda revelou que o investimento estimado para este ano, no Paraná, é de R$ 1 bilhão. Já o valor previsto para os três estados do Sul é de R$ 2,5 bilhões. “Solenizamos hoje, reunindo grandes parceiros, o volume de R$ 2,36 bilhões contratados pelo BRDE em 2018, nos três estados do Sul”, afirmou Pessuti.

Para as cooperativas de produção Coasul, Copacol, Tradição, Coprossel e Frimesa foram liberados R$ 59,7 milhões, destinados à ampliação e à construção de unidades de recepção, beneficiamento e armazenagem de grãos; modernização de atividades e melhorias em unidades industriais. Já R$ 4 milhões são destinados a produtores associados às cooperativas Credi Coopavel, Cresol, C Vale, Copacol e Sicredi. Os recursos são voltados à inovação, áreas de avicultura, suinocultura e piscicultura, e do programa Pronaf-Trator Solidário.

“O BRDE faz um papel de incentivar o desenvolvimento de empresas e o crescimento dos produtores rurais. Sem esse apoio, o sistema cooperativo não teria dinheiro para investir e crescer”, elogiou o diretor-presidente da Cooperativa Frimesa, Valter Vanzella. A empresa vai investir R$ 1 milhão na modernização das atividades da unidade de suínos da cooperativa e na aquisição de equipamentos no município de Medianeira.

Já o convênio com o Sicoob Credicapital é de R$ 10 milhões e será usado em projetos de energias renováveis, enquanto a Innova Ltda – Fábrica de Fertilizantes Líquidos, de Foz do Iguaçu, contratou R$ 7 milhões no BRDE para a produção de fertilizantes biológicos. Por fim, R$ 39,2 milhões representam financiamentos para empresas dos setores hoteleiro, de tecnologia, inovação, comércio e prestação de serviços.

Facebook Comments
Compartilhe: