Cotidiano

Ação conjunta apreende objetos na casa de suspeito preso por receptação de animais

Equipes das polícias Civil e Militar cumpriram mandado de busca e apreensão na residência de Júlio Cesar Alvim

Objetos apreendidos durante a ação policial na casa do suspeito (Divulgação / Polícia Civil)

A Polícia Civil e a Polícia Militar, atuando com constante troca de informações e na execução conjunta de diligências, deram continuidade aos trabalhos de combate ao furto e receptação de animais semoventes na região de Santo Antônio da Platina. Na tarde desta quinta-feira (6), o delegado Rafael Pereira Gabardo Guimarães e policiais civis, juntamente com policiais militares, cumpriram mandado de busca e apreensão na residência de Júlio Cesar Alvim, o qual está atualmente preso pelo crime de receptação de animal.



A busca e apreensão, formulada pelo titular da 38ª Delegacia Regional de Polícia e deferida pela juíza Marcella de Lourdes de Oliveira Ribeiro Mansano, resultou na apreensão de um veículo com marcas de sangue e vestígios de pelo animal, binóculo e uma luneta de rifle certamente utilizada em arma de fogo destinada ao abate clandestino e sorrateiro dos animais, chaira, serra e cutelo utilizados para o descarnamento dos animais furtados.

Também foram encontrados diversos equipamentos de serralheria com suspeita de origem ilícita, os quais estão apreendidos na Delegacia de Santo Antônio da Platina para reconhecimento e restituição.

(Divulgação / Polícia Civil)

A Polícia Civil saliente que nos últimos dias outras ocorrências apresentadas pela Polícia Militar na 38ª DRP culminaram na deflagração de procedimentos criminais: uma receptação de animais resultou na confecção de termo circunstanciado de receptação culposa para o dono de um sítio que havia comprado ovelhas furtadas sem verificar a procedência legal dos animais; instaurado inquérito policial para apurar receptação dolosa de animal de um suspeito que comprou animais furtados e com preço abaixo do mercado, e instaurado outro inquérito de apropriação indébita para investigação de um empregado de uma fazenda na região que estaria vendendo animais, sem autorização do proprietário, também por preço abaixo do mercado.

Facebook Comments
Compartilhe: