Sábado, 18/11/2017

Meio Ambiente 01/09/2017 - Tribuna do Vale


Prefeitura destina cinco toneladas de pneus para reciclagem


Prefeitura encaminhou para reciclagem 32 pneus de veículos utilitários, 18 de ônibus e 42 de caminhão - (Divulgação)
Os pneus utilizados pela frota de Santo Antônio da Platina devem ser descartados de forma correta, conforme a legislação. Na manhã desta sexta-feira, 1º, a Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente destinou a uma empresa de Araucária, a Xibiu Comércio e Reciclagens de Pneus, 32 pneus de veículos utilitários, 18 de ônibus e 42 de caminhão, que totalizam cerca de cinco toneladas de material.

A Lei nº 258 de 1999 do Conselho Nacional do Meio Ambiente determina que: considerando que os pneumáticos irreversíveis ou abandonados resultam em sérios riscos à saúde pública e meio ambiente, portanto, sem possibilidade para recapagem ou recauchutagem, se faz necessário o controle do passivo ambiental gerado, ou seja, sua destinação correta.

De acordo com o chefe da pasta Luiz Carlos da Silva, os veículos da prefeitura têm uma grande rotatividade dos pneus, portanto, conforme eles vão sendo descartados, a prefeitura reserva em um espaço específico até que se acumule quantidade necessária para destinar á empresa que recolhe o material. “A legislação exige que a gente providencie a destinação correta desses pneus para evitar problemas ao meio ambiente. A empresa que faz o recolhimento não cobra nenhum custo pela retirada, por isso, só solicitamos o recolhimento quando temos um número suficiente de material acumulado”, explicou o secretário.

A Xibiu presta coleta e destinação de pneus inservíveis em todo Paraná. As formas de destinação são regulamentadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis( Ibama), que determina quais processos são ambientalmente corretos.

Entre eles estão: co-processamento, que pelo seu alto poder calorífico, os pneus inservíveis são largamente utilizados como combustível alternativo em fornos de cimenteiras, em substituição ao coque de petróleo; a laminação – nesse processo, os pneus não radiais são cortados em lâminas que servem para a fabricação de percintas (indústrias moveleiras), solas de calçados, dutos de águas pluviais etc; asfalto borracha – adição à massa asfáltica de pó de borracha oriundo da trituração de pneus inservíveis. O asfalto-borracha tem uma vida útil maior, além de gerar um nível de ruído menor e oferecer maior segurança aos usuários das rodovias; artefatos de borracha – a borracha retirada dos pneus inservíveis dá origem a diversos artefatos, entre os quais tapetes para automóveis, pisos industriais, pisos para quadras poli-esportivas, e artigos para jardinagem.


2017 - TANOSITE - Todos os direitos reservados
plataforma desenvolvida por Rodrigo Campos (43) 9 8814-5432