Sexta, 15/12/2017

Economia 16/05/2017 - Da Agência Estadual


Paraná tem saldo positivo de 22,8 mil empregos no quadrimestre


Pelo quarto mês consecutivo, o Paraná registrou resultado positivo no emprego formal, com um saldo de 6.742 empregos em abril, mostram dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta terça-feira (16) pelo Ministério do Trabalho. Com isso, o Paraná fechou o quadrimestre com saldo (diferença entre contratações e demissões) positivo de 22.803 vagas. As contratações do setor de serviços e da indústria da transformação puxaram o resultado.

“Sem dúvida mais uma notícia positiva para o Paraná, que se consolida como um estado que fez o dever de casa e que agora colhe os frutos do que realizou”, afirma o secretário da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, Artagão Junior.

O saldo no quadrimestre confirma a tendência de melhora do mercado de trabalho, de acordo com Suelen Glisnki Rodrigues dos Santos, economista do Observatório do Trabalho, da Secretaria da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos. No mesmo período do ano passado, o Paraná registrava um saldo negativo de 5.994 vagas.

“Os dados do quadrimestre mostram uma tendência de retomada. Se mantidas as atuais condições, devemos ter mais saldos positivos nos próximos meses”, diz ela.

NO ANO – Nos primeiros quatro meses, o setor de serviços foi o que mais criou oportunidades de empregos formais no Estado, com um saldo final positivo de 10.845 postos. Em seguida vem a indústria de transformação, com 10.540 postos, e a construção civil, com 2.053 vagas.

“Apenas mais três Estados – Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Goiás – tiveram saldos positivos desde o início do ano no País. Os resultados positivos constantes no Paraná indicam uma recuperação sólida”, ressalta Julio Suzuki Júnior, diretor presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes).

As atividades de fabricação de açúcar (saldo de 2.765 postos), abate de aves, suínos e outros pequenos animais (2.111 postos) e confecção de peças do vestuário (1.325 postos), foram as que mais contrataram.

DESTAQUE NACIONAL – Especificamente em abril, Curitiba foi a cidade do Estado com maior saldo, abrindo 616 vagas, à frente de Maringá (450) e Umuarama (394). Na capital, as vagas foram ofertadas em maior número na construção civil (317 postos), seguido de serviços (275 postos). Entre as atividades, destaque para restaurantes (300 postos), montagem de instalações industriais e de estruturas metálicas (197) e construção de rodovias e ferrovias (182).

No acumulado dos primeiros quatro meses do ano, a Região Metropolitana de Curitiba ficou em primeiro lugar no ranking de emprego formal no País com saldo de 2.707 vagas no quadrimestre.


2017 - TANOSITE - Todos os direitos reservados
plataforma desenvolvida por Rodrigo Campos (43) 9 8814-5432