Sábado, 18/11/2017

Opinião 22/05/2017 - Maurício Reale Nogueira


Fora Temer e dentro quem, Lula?


Desde o impeachment de Dilma que os petistas não falam outra coisa que não seja “golpe” e “fora temer”. Até a semana passada os mantras pueris não passavam de lamúria de quem nega o óbvio: os governos petistas não passavam de uma cleptocracia. Mas agora, com as robustas denúncias contra Michel Temer, a militância petista passa a cobrar a saída do ex-aliado com razão, porém, erram mais uma vez na forma da reivindicação. Para eles, a solução ideal seria a convocação de eleições diretas, caso o mandatário sofra um impeachment, ou a chapa eleita em 2014, tendo Dilma como presidente, seja cassada pelo TSE por abuso de poder econômico. A proposta, além de oportunista, é inconstitucional. O oportunismo decorre da candidatura imoral de Lula que é réu em cinco processos e está prestes a ser condenado em primeira instância em um deles e, além disso, a Constituição prevê que a eleição de um presidente nos dois últimos anos do mandato vigente seja indireta, cabendo ao Congresso Nacional a escolha do novo presidente para cumprir o fim do mandato.

Lula pode ser candidato? Pode, mas apesar da manobra imoral para conduzir o pentarréu ao Palácio do Planalto ser tentadora para a maioria dos congressistas que é investigada na Lava Jato, e ninguém melhor que Lula para tentar implodir a operação que já condenou praticamente todos os seus companheiros corruptos, uma eleição indireta do chefe do Petrolão causaria uma revolta popular ainda maior que as megamanifestações que ajudaram a tirar Dilma do poder. Além disso, com o avanço das investigações da Lava Jato o modus operandi de Lula – que é a compra de apoio por meio de propina – fica muito difícil. Não resta então outra saída para os petistas senão a proposta inconstitucional das eleições diretas. Mas eles não estão nem aí para a Constituição, afinal, o PT foi o único partido, na ocasião, que não assinou a Carta Magna em 1988. O compromisso deles é com o partido, não com o Brasil.

Maurício Reale Nogueira é jornalista e analista político, trabalhou como repórter e editorialista na Tribuna Platinense, repórter na Tribuna do Vale, repórter televisivo para a TV Cultura de Jacarezinho e agora assina a coluna "Ou Seja" no Portal Tanosite.com


2017 - TANOSITE - Todos os direitos reservados
plataforma desenvolvida por Rodrigo Campos (43) 9 8814-5432