Quinta, 29/06/2017

Esporte 18/06/2017 - Bem Paraná


Coritiba e Corinthians não saem do zero em jogo feio no Couto Pereira


(Franklin de Freitas)
Coritiba e Corinthians protagonizaram na manhã deste domingo um duelo de líderes no Estádio Couto Pereira. A despeito das posições que as equipes ocupam na tabela, contudo, o que se viu foi uma partida feia, de muita marcação e poucas oportunidades de gol no Couto Pereira. O Coxa foi melhor na primeira etapa, mas o Timão conseguiu igualar na metade final do jogo e quase saiu com a vitória - o árbitro anulou um gol marcado pelo atacante Jô aos 42 minutos.

Com o resultado, o time paranaense chega aos 15 pontos, podendo cair para a 4ª posição ao final da rodada.Há cinco anos o Coxa não sabe o que é vencer o Corinthians, sendo que o último triunfo coxa-branca aconteceu no dia 04 de setembro de 2011. Desde então, em 11 jogos pelo Brasileirão, foram seis derrotas e quatro empates (em casa, duas derrotas e quatro empates).

Na próxima rodada, na quinta-feira, às 21 horas, o time paranaense faz outro duelo contra um dos primeiros colocados. Jogando em Porto Alegre, o desafio será contra o Grêmio.

Já o Corinthians, que amplia a sequência invencível para 21 partidas, chega aos 20 pontos e permanece na liderança da competição, mas poderá ser ultrapassado pelo Grêmio, que encara o Cruzeiro mais tarde, no Mineirão. Na próxima rodada, a equipe recebe o Bahia no Itaquerão.

Coxa modificado, Corinthians reforçado

Para o duelo deste domingo, o técnico Pachequinho teve de lidar com o desfalque de Kleber, expulso após uma cusparada envolvendo Edson, jogador do Bahia, na última rodada. Com isso, Alecsandro assumiu a posição no ataque. Na defesa, o lateral-esquerdo reassumiu a titularidade após cumprir suspensão, enquanto o volante Jonas ganhou a disputa com Tiago Real no meio de campo, reforçando a marcação coxa-branca.

No Corinthians, Fagner e Rodriguinho, que estavam com a seleção brasileira na Austrália, estão de volta. O lateral-direito retoma a posição de Paulo Roberto, enquanto o meia ocupa o lugar de Jadson, que apresentava desgaste muscular, foi poupado e nem sequer foi relacionado. Desta forma, Marquinhos Gabriel será mantido como titular pela quarta partida consecutiva.

Primeiro tempo

O que se viu na primeira etapa da partida foi um jogo de muita marcação, com os dois times praticamente se anulando na maior parte do tempo. Foi o Coritiba, contudo, quem teve mais méritos, marcando mais forte no campo de ataque e tentando jogar com a bola no chão para vencer, enquanto o Corinthians insistia nas bolas longas.

No setor ofensivo, o grande destaque o time foi Henrique Almeida. Das seis boas jogadas da etapa inicial – todas do Coxa – ele participou de quatro, cumprindo uma função diferente daquela que está acostumado. É que com a entrada de Alecsandro no lugar de Kleber, ele acabou cumprindo a função do jogador suspenso, saindo mais da área para buscar o jogo. Além dele, Jonas, que foi uma surpesa na escalação, cumpriu bem a função defensiva, sendo o campeão nos desarmes, e também chegou com perigo ao ataque.

Segundo tempo

Se ao final da etapa inicial o Coxa conseguiu dominar a partida e criar bons lances de ataque, na metade final do jogo o que se viu foi uma partida madorrenta, muito brigada e com escassas oportunidades. Em verdade, a única delas foi, novamente, do Coritiba: cruzamento de William Matheus e chute de primeira de Henrique Almeida, para fora.

Até mesmo nas substituições, em verdade, os dois times foram discretos. No Corinthians, que já havia feito uma alteração na primeira etapa, quando Clayson substituiu o lesionado Marquinhos Gabriel, o meio-campista Camacho entrou no lugar de Gabriel e Pedrinho na vaga de Ángel Romero. Já no Coritiba, a primeira alteração veio apenas aos 29 minutos, quando Iago Dias assumiu a posição do cansado Rildo. Depois, Tiago Real e Neto Berola ainda entraram nos lugares de Henrique Almeida e Alan Santos.

No final das contas, o resultado foi justo pelo que os dois times apresentaram em campo, mas é preciso afirmar que um erro de arbitragem acabou salvando o Coritiba. É que aos 42 minutos o árbitro Marcelo de Lima Henrique anulou equivocadamente um gol marcado pelo atacante Jô.

FICHA TÉCNICA

Coritiba 0 x 0 Corinthians

Coritiba: Wílson; Dodô, Werley, Márcio e William Matheus; Jonas, Alan Santos (Neto Berola), Galdezani e Rildo (Iago Dias); Henrique Almeida (Tiago Real) e Alecsandro. Técnico: Pachequinho.
Corinthians: Cássio, Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel (Camacho), Maycon, Marquinhos Gabriel (Clayson), Rodriguinho e Romero (Pedrinho); Jô. Técnico: Fábio Carille.
Cartões amarelos: Dodô, Márcio (CFC); Gabriel, Romero, Fágner (COR)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Público: 23.824 pagantes (25.182 total)
Renda: R$ 1.072.545,00
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR), domingo às 11 horas



Principais Lances

Primeiro tempo

7 – Rildo aciona Henrique Almeida, que chuta forte da entrada da área. A bola vai por cima do gol de Cássio.



25 – Lançamento de Henrique Almeida para Rildo. O meia-atacante tem dificuldade na hora de dominar, mas consegue chegar à linha de fundo e cruza. Pablo afasta o perigo.

35 – Henrique Almeida passa por dois marcadores na intermediária, toca para Rildo e se posiciona para receber na frente, enquanto o companheiro se posiciona para receber na frente. O meia-atacante na área e tenta a devolução. A zaga corintiana afasta.



38 – Balbueno afasta da área o cruzamento, mas acaba entregando para Jonas, que chuta forte da entrada da área. A bola passa perto da trave.



40 - Rildo ganha a disputa com Guilherme Arana, avança com campo livre pela lateral e cruza buscando Henrique Almeida dentro da área. Balbuena corta o perigo.



42 – Henrique Almeida dispara pela direita, passa por Pablo e chuta para o gol. Cássio

Segundo tempo

20 – Belíssima jogada do Coritiba. William Matheus avança até a linha de fundo e cruza para Henrique Almeida, bem posicionado na primeira trave, chutar de primeira. Cássio só observa o chute, que passa ao lado do gol.

34 – Henrique Almeida puxa o contra-ataque e toca para Galdezani na esquerda. O meio-campista cruza para a área e Alecsandro cabeceia mal, por cima.



36 – Dodô faz a finta no marcador, avança pela lateral e cruza para o segundo pau. Alecsandro tenta alcança, mas a bola passa por ele e Fágner afasta o perigo.


42 – Jô tabela com Maycon dentro da área e bate na saída do goleiro, balançando as redes. O árbitro, porém, assinala equivocadamente impedimento.





2017 - TANOSITE - Todos os direitos reservados
plataforma desenvolvida por Rodrigo Campos (43) 9 8814-5432